Santa Isabel da Trindade, rogai por nós!

[Aniversários]

Santa Isabel da Trindade

Uma jovem normal!

Isabel Catez foi uma jovem alegre e elegante, pianista premiada, amante da natureza e de viajar. Enquanto leiga, viveu sempre muito comprometida, tendo sido catequista das crianças da fábrica do Tabaco, para as quais criou um novo título a Maria, a Mãe de Jesus que tanto amava: Nossa Senhora do Tabaco! Logo aos 8 anos, sente a chamada de Jesus, mas foi aos 14 anos que ouviu um apelo interior para o Carmelo, sonho que só aos 21 anos terá permissão da sua mãe para o realizar.

Uma contemplativa no dia a dia!

A longa espera fê-la crescer numa profunda maturidade espiritual. Percebeu que viver a caridade para com todos os que a rodeavam com uma extrema delicadeza, no concreto das actividades do quotidiano, é o que mais agrada a Jesus, em qualquer estado de vida. Os testemunhos dos seus amigos de juventude atestam que Isabel assim viveu, e depressa subiu a escalada da santidade.

Uma carmelita que, em breve, atingiu a meta: ser louvor de glória do Deus, todo Amor!

Quando finalmente entrou no Carmelo de Dijon (França) tomou o nome de Isabel da Trindade, bem expressivo da consciência que tinha da vocação de todo o cristão: ser um louvor de glória da Santíssima Trindade; vocação que veio a aprofundar com a leitura orante das cartas de São Paulo e dos místicos do Carmelo, seus guias predilectos para pôr em prática o que o seu Mestre Jesus lhe depositava no coração com a meditação dos Evangelhos e na oração silenciosa. Os seus apontamentos revelam a profunda experiência da inabitação da Santíssima Trindade que esta carmelita viveu e traduziu na vida concreta do dia a dia, segundo os testemunhos das suas irmãs de Comunidade, especialmente da sua Madre que a conhecia muito bem. A sua grande humanidade revelou-se também nas cartas dirigidas a seus familiares, amigos e sacerdotes. É mundialmente conhecida uma das suas orações: a chamada Elevação à Santíssima Trindade.

Apenas viverá 5 anos no Carmelo, pois em 1905, adoece com o síndroma de Addison, doença então incurável, e, após um sofrimento atroz oferecido pela Igreja, entrará no Céu em 1906. São duma inaudita maturidade e beleza humana e espiritual as suas cartas escritas durante o período desta doença que a fará entrar na Luz, na Verdade, no Amor!

Para todo o cristão: “Parece-me que encontrei o meu Céu na terra, porque o Céu é Deus e Deus é a minha alma”.

Para todos os(as) consagrados(as): “ A Carmelita vive já como no Céu: ‘de Deus só’. O Mesmo que um dia há-de constituir a sua beatitude e a saciará na glória, dá-se-lhe já e nunca a deixando, Ele permanece na sua alma; mais do que isso, ambos não fazem senão UM. Pois também ela está faminta de silêncio a fim de sempre poder escutar, de penetrar cada vez mais no seu Infinito Ser, identificada com Aquele que ela ama, encontrando-O em tudo, vendo-O irradiar através de todas as coisas! Não será isto o Céu na terra!”

Da carmelita para um sacerdote: “Que as nossas almas se unam n’Ele e, enquanto vós os levareis às almas, eu permanecerei como a Madalena silenciosa e adoradora junto ao Mestre, pedindo-Lhe que Ele torne fecunda para as almas a vossa palavra. Apóstolo, carmelita, é tudo um!”

2016-10-16

da mesma secção

Obrigada Papa Francisco

"Quanta alegria é para nós a tua Presença!"
Que Nossa Senhora de Fátima e os Pastorinhos Santa Jacinta e São Francisco Marto tornem fecundas ...

Continuar a ler

Mês de Maria 2017

Convidamos os todos os amigos e corações de boa vontade a virem rezar o terço pelas intenções do Papa, pela sua vida e pontificado, pela paz no mundo, pela c ...

Continuar a ler

Bem-vindo Santo Padre

Bem-vindo Papa Francisco!

Bienvenido Papa Francisco!

Benvenuto Papa Francesco!
 

Glória a Deus pelo dia 13 de Maio de 20 ...

Continuar a ler

Santa e Feliz Páscoa 2017

Muito de madrugada,
Ainda o sol se esperguiçava
Achando que ainda era cedo para despertar,
Junto ao sepulcro vazio
Alguém soluçava
Sentindo o ...

Continuar a ler