Santíssima Trindade 2015

[Fragrâncias poéticas]

Bendito seja Deus, Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo que nos abençoou com Espírito Santo, o Amor de ambos precedente! 

Demos graças pela amorosa condescendência de Deus em nos dar a saborear e participar da sua Vida de Amor: o Amor entre Deus-Pai, Deus-Filho e Deus-Espírito Santo; a fonte da Vida que mana e corre continuamente!
Que felicidade profunda saber que a nossa Humanidade tem pleno acesso a esta Vida Divina para sempre, sempre, sempre ...!

Ó Jesus, verdadeiro Deus e verdadeiro Homem, vives na Tua (nossa) Humanidade glorificada no seio de Santíssima Trindade e por Ti todos já aí estamos, uns de facto, outros ainda em esperança! ... Que oceano de Amor!... O nosso entendimento perde o pé, Jesus, mas o nosso coração repousa...!

 

Obrigada Jesus, pelas maravilhas que realizaste na Nossa Santa Madre Teresa e que em nós queres renovar!

“Tendo acabado de comungar no dia de Santo Agostinho, deu-se-me a entender – eu não saberei dizer como – e quase a ver, (mas foi coisa intelectual e que passou depressa), como as três Pessoas da Santíssima Trindade, que eu trago em minha alma esculpidas, são uma e mesma coisa. Por uma representação tão estranha, deu-se-me isto a entender e, por meio de uma luz tão clara, que tem feito em mim operação bem diferente de quanto se crê pela fé. Fiquei, daqui, a não poder pensar em nenhuma das Três Pessoas Divinas, sem entender que estão todas três; de maneira que estava eu, hoje, considerando como, sendo tão «una», havia tomado carne humana só o Filho, e deu-me o Senhor a entender como, apesar de ser uma a Essência, são tão distintas as Pessoas. São grandezas tais que de novo a alma deseja sair deste embaraço que lhe causa o corpo para gozar delas, ainda que pareça não ser para a nossa baixeza entendê-las de algum modo; e, embora passe num pronto, fica um lucro na alma, maior, sem comparação, ao de muitos anos de meditação e sem se saber entender como.” Relação 47
Santa Teresa de Jesus
Doutora da Igreja

 

O MAR QUE NOS ATRAI
Deus é o imenso Mar que nos atrai
Ao seu profundo Ser: o Amor do Pai,
A Graça de Jesus, o amado Filho
E a doce Comunhão do Santo Espírito.

Quando a pequena gota de água cai 
Neste Centro de Vida, sem temer
Perder no imenso Mar a própria vida,
Vai encontrá-la N’Ele transformada..

E o nada seduzido pelo Tudo,
Envolto já em ondas de ternura,
No mundo principia a Eternidade.

Sómente na Trindade, Imenso Mar,
Onde se sente amada ao infinito,
Repousa a gota de água em liberdade.

Ir Teresa do Menino Jesus  | Carmelo de Faro

2015-05-31

da mesma secção

Exaltação da Santa Cruz 2016

A CRUZ

A cruz é dom
a enriquecer
A pobreza do meu nada.

A cruz é luz
A dar resposta
Aos “porquês” da dor.

Continuar a ler

Nossa Senhora do Carmo 2016

“Eu os conduzirei ao Meu monte santo e os cumularei de alegria na Minha casa de oração”

Sob o manto de Maria, ...

Continuar a ler

Coração da Misericórdia!

Deus é Misericórdia

Caíste na profundeza do teu nada
E só aí fizeste a experiência
De um Deus que é Cora&cce ...

Continuar a ler

É Natal! Deus fez-se Menino!

“Um Menino nasceu para nós...
será chamado Príncipe da Paz”. (Is. 9,6)

 

 

 ...

Continuar a ler