“Tu vieste sorrir-me na manhã da minha vida, vem sorrir-me de novo… Mãe… chegou a noite!” Santa Teresinha (Poesia 54,25)

 

Neste dia de saudade,
a Santa Mãe de Jesus,
Senhora da Soledade
é a Virgem recolhida
de alma mui trespassada
por uma espada de dor.

Mas este dia é também
de esperança para a Mãe…
como poderia a morte
ter a última palavra?
se ela crê que o Amor
que vence a própria dor
é mais forte do que a morte?!

À doce Mãe lacrimosa,
à Mãe do Crucificado,
mas Virgem da esperança,
peçamos com confiança
para nos deixar entrar
no seu Coração Materno
Coração Imaculado,
que é um jardim perfumado,
com flores de santidade
que queremos desfolhar
sobre toda a Humanidade!